Blog Novidades

Investir em uma franquia de alimentação é um bom negócio?



Publicado em 15/08/2016

De acordo com a ABF Food Service, as redes de franquia do segmento alimentar tiveram um crescimento global de 9,4% em 2015 comparado ao ano anterior, o que evidencia a resiliência do setor diante do atual cenário econômico. Além disso, as franquias de alimentação representam 20% do mercado de franchising e 7% de todo o mercado de alimentação no Brasil.

Assim, a alimentação é um segmento vigoroso do franchising e atingiu um alto patamar de profissionalismo, capaz de superar os desafios do mercado que está em crescente expansão.

O consumidor está, de fato, mudando seus hábitos de consumo e em função dessa nova realidade econômica, a busca por alternativas saudáveis para continuar tendo o prazer de alimentar-se só aumenta. No Brasil, o mercado de alimentação ligado à saúde e ao bem-estar cresceu 98% no país de 2009 a 2014.

Nesse cenário de sucesso, a Mais Natural é uma franquia de produtos naturais que surgiu em 2012 e atualmente está presente em diversos estados brasileiros, mostrando-se um negócio certo e lucrativo.

A Mais Natural e o sucesso

A empresária Sandra Marasca Martini, criou a franquia Mais Natural sozinha, partindo desde o desenvolvimento de produtos e a elaboração da marca (identidade visual) até a busca por fornecedores, onde ela viajou pelo Brasil e pelo mundo procurando as melhores soluções para sua área de atuação.

Para Sandra, o detalhe para alcançar o sucesso é fazer o que ama. "Sucesso não é ter dinheiro, não é ter fama ou estar na mídia. Sucesso é fazer aquilo que gosta e conseguir empreender com outras pessoas que comprem a sua ideia. Ninguém conquista tudo sozinho, e acho que o papel do empreendedor é conseguir fazer com que as pessoas que estão ao seu lado também comprem a sua ideia, se apaixonem por ela e vistam a camiseta. A partir daí você passa a construir o que sonhou, projetou e botou no papel”, explica.

Segundo ela, o projeto da franquia Mais Natural ficou três anos no papel até o início de sua implantação. "Estamos colhendo os frutos dela bem devagarinho, dentro do que foi projetado e sonhado, com um passo de cada vez. Hoje levamos Três de Maio para sete estados e dentro dos próximos meses para oito. Isso deixa de ser sonho para ser realidade, consolidando-se como a prova de que somos empreendedores”, afirma.

“Sucesso é fazer aquilo que gosta e empreender com pessoas que comprem a sua ideia”, conclui Sandra.