Blog Dicas de Saúde

PSYLLIUM: ótimo aliado daqueles que convivem com diabetes, prisão de ventre e colesterol alto

Sandra C. Marasca Martini
Farmacêutica Bioquímica, Especialista em Saúde Coletiva.
Publicado em 07/05/2012

 Você já ouviu falar em Psyllium? Essa fibra de nome esquisito e ainda pouco conhecida se revela ótima aliada daqueles que convivem com a prisão de ventre, diabetes e alto colesterol.

O seu uso foi popularizado com o advento dos árabes e persas na Índia e começou a ser utilizada pelos europeus no início do século XIX.
O Psyllium possui na sua constituição fibras, mucilagens e óleos.
As mucilagens presentes na sua composição absorvem considerável quantidade de água, aumentando o volume fecal, que por sua vez, melhora o trânsito intestinal.
Devido a sua indigestibilidade, as fibras alcançam o cólon praticamente inalterado, reduzindo a absorção da glicose a nível intestinal.
Favorece o amolecimento das fezes reduzindo o esforço para a evacuação.
O Psyllium além de normalizar o trânsito intestinal, porque capta água e aumenta o tamanho do bolo fecal, também elimina os ácidos biliares, reduzindo com isto os níveis do colesterol. No estômago, liga-se a água e aumenta o tamanho, proporcionando um atraso no esvaziamento gástrico aumentando a sensação de saciedade.
Por isso é útil como auxiliar nos regimes de emagrecimento. Reduz os níveis de triglicerídeos e aumenta o HDL – o bom colesterol.
Concomitante ao uso do Psyllium é muito importante a ingestão de pelo menos 2 litros de água por dia, o seu resultado é proporcional ao consumo de água.
A recomendação é tomar 5gr (1 colher de chá) com 200ml de suco ou água, uma ou duas vezes ao dia ou 3 cápsulas três vezes ao dia, 30 minutos antes das refeições.
Resumindo então:
 Promove uma sensação de saciedade, ajudando a diminuir o apetite, auxiliando na redução de peso;
 Fonte natural de fibras que regulam o funcionamento do intestino de uma forma não agressiva;
 Auxilia no controle da absorção de gorduras, reduzindo o colesterol e os triglicerídeos.