Blog Dicas de Saúde

Vitamina D para evitar o novo coronavírus: faz sentido?



Publicado em 26/04/2020

A humanidade no geral, mais de 95%, tem uma deficiência de vitamina D3. Para começar, a nomenclatura de vitamina D3 é errada, sabe por quê? Porque vitamina é tudo aquilo que o organismo precisa e a gente não produz. Mas a vitamina D3 nós produzimos, só dependemos do sol para promover toda essa cadeia de produção. É uma das vitaminas que mais teríamos que suplementar porque evita uma série de doenças.

Em outras palavras, é possível encontrar uma infinidade de pesquisas associando a deficiência de vitamina D com diversos tipos de doenças, não só com a Covid-19. Mas isso não é suficiente para comprovar que a falta da substância é a causa por trás de determinada enfermidade.

As recomendações são dadas com base em uma série de pesquisas clínicas sobre a deficiência de vitamina D de uma forma geral e em doenças causadas por vírus. Os estudos coletados mostram o papel desse nutriente no sistema imunológico, sua associação com doenças crônicas, como o diabetes (que é um fator de risco para a COVID-19) e seu efeito na redução do risco de infecções respiratórias virais no geral.

Quanto à vitamina D, cerca de 20% das nossas necessidades provém da alimentação. Peixes, como atum e salmão, laticínios e ovos são alguns dos alimentos nos quais ela pode ser encontrada. Os outros 80% são sintetizados a partir dos raios ultravioletas, por isso, mesmo estando em casa de quarentena sugiro que reserve um tempinho para tomar um pouco de sol.

A maior produção de vitamina D3 se dá entre 20 e 70 anos. A partir dos 70 anos, a nossa produção de vitamima D3 diminui em aproximadamente quatro vezes, porque começamos a ter uma deficiência de uma enzima, a 11-hidroxilase nos rins, que ocorre a formação da vitamina D3. Isso explica o fato de que muitos idosos apresentam deficiência da vitamina D.

E aproveitamos para enfatizar as recomendações de prevenção para a COVID-19, como: lavar as mãos com frequência e após tossir ou espirrar; evitar o contato próximo com pessoas que apresentem sinais ou sintomas da doença; cobrir o nariz e a boca ao espirrar ou tossir; e manter os ambientes ventilados e manter a energia em alta. Se você já se sente doente aí sim, o vírus se instala.

Venha até a Mais Natural e conheça mais benefícios da vitamina D3 para o seu organismo.